Sinopse

André Newmann é escritor e está terminando sua tese de doutorado em Psicologia, que pretende responder a questão “afinal, o que querem as mulheres?” – pergunta formulada, e nunca elucidada, por Freud, o criador da psicanálise. Com senso de humor muito próprio, o psicólogo mistura a pesquisa à sua própria vida. Para concluir seu estudo, ele se aventura em perigosos territórios, como salões de beleza, clubes e sex shops, colhendo depoimentos das mais diversas mulheres. Em sua busca pela compreensão do feminino, André conta com a ajuda de seu orientador-psicanalista, Dr. Klein, que nos delírios de seu pupilo é enxergado como o próprio Sigmund Freud.

Sua dedicação ao estudo é tanta, que ele acaba se afastando e sendo abandonado por seu grande amor, Lívia. A publicação de seu livro, entretanto, é um sucesso. A fama e a ideia de que ele compreende as mulheres lançam André a inúmeras e mais variadas pretendentes, porém nada disso é capaz de fazê-lo esquecer Lívia. Em hotel luxuoso, onde passa a morar, o escritor experimenta todos os gostos do feminino, em encontros mais ou menos desastrosos e cômicos, tentando preencher o vazio deixado por Lívia. Os excessos desse mergulho hedonista de bebedeiras e noites mal dormidas culminam em um piripaque no coração – André acaba sendo retirado de ambulância de um cabaré. No hospital, ele sonha com seu velório, onde reencontra todas as mulheres da sua vida e Freud, em uma espécie de acerto de contas em formato de musical.

Ao acordar dessa imersão em suas lembranças, o psicólogo tem a ideia de escrever outro livro, alterando o objeto de estudo: “afinal, o que querem os homens?”. A nova publicação, todavia, é um fracasso, o que o leva à falência e a voltar à casa de sua mãe. É nesse momento de fragilidade que André conhece Amâncio Flores, um radialista almofadinha e sensacionalista, que o convida para apresentar o programa de conselhos amorosos: “André Newmann Show!”. Em seu primeiro dia no novo trabalho, ele é surpreendido com uma ligação ao vivo de Romeu, seu pai, um cowboy on the road que abandonara a família há 20 anos. Após um tumultuado reencontro no meio da rua, transmitido ao vivo, pai e filho acabam presos. Essa adversidade, porém, reaproxima os dois.

Se por um lado a vida amorosa de André continua indo mal – Lívia, o amor que lhe escapou entre os dedos, se casou com outro homem -, por outro, Dr. Klein anuncia sua aposentadoria e oferece a seu discípulo o consultório. Curiosamente, Tatiana é uma de suas primeiras pacientes. Com uma espécie de amnésia provocada por trauma após ter sido abandonada pelo ator Rodrigo Santoro, que a deixou para fazer um filme em Los Angeles, a russinha maluca é curada por um ético Dr. André, mais amadurecido.

Numa noite em que vai ao cinema sozinho, o psicanalista conhece Sophia, uma mulher despojada, sincera e que preserva a alegria de uma criança. Nessa mesma noite, os dois se entregam à paixão e decidem ficar juntos e formar uma família, com o nascimento de Maria. Alguns anos depois, o casamento acaba. André, contudo, reaprende a amar o feminino através dos olhos e da alegria singela de sua filha. O afeto que ele sente pela pequena dá a ele um novo contorno ao amor: a liberdade.

Globo – 23h
de 11 de novembro a 16 de dezembro de 2010
6 capítulos

escrito por João Paulo Cuenca
coautoria de Michel Melamed e Cecília Giannetti
texto final de Luiz Fernando Carvalho
direção geral de Luiz Fernando Carvalho

MICHEL MELAMED – André Newmann
PAOLA OLIVEIRA – Lívia
DAN STULBACH – Jonas
VERA FISCHER – Celeste
OSMAR PRADO – Dr. Klein / Amâncio Flores
BRUNA LINZMEYER – Tatiana Dovichenko
ALESSANDRA COLASANTI – Laura
RODRIGO PANDOLFO – Zing
FERNANDA FÉLIX – Ana
ELIZABETH PERFOLL – Gisele
LETÍCIA ISNARD – Simone
SUSANNA KRUGER – Helga
SELMA LOPES – Tia Beatriz
TATIANA MONTEIRO – secretária do Dr. Klein
ALEXANDRE SCHUMACHER – diretor
GISELLE INGRID – sacerdotisa
DANIEL GAGGINI – travesti
BRUNA SPINOLA – vendedora da sex shop
ANA KARINY GURGEL – garçonete loira
SHIRLEY CRUZ – garçonete negra
LUCIANA PACHECO – garçonete ruiva
MARIA ALICE MARTINS – Maria
GABRIELA CARIUS – Maria
e
TARCÍSIO MEIRA – Romeu
MARIA FERNANDA CÂNDIDO – Monique
RODRIGO SANTORO – Rodrigo Santoro
CARLOS MANGA – Don Carlo
ELIANE GIARDINI – Noemi
LETÍCIA SABATELLA – Flanneur
LETÍCIA SPILLER – Sophia
LAVÍNIA VLASAK – atriz
TAMARA TAXMAN – Dona Renatinha
A partir de ideia original de Luiz Fernando Carvalho, Afinal, o que querem as mulheres? contou a aventura de um jovem escritor e psicólogo obcecado por responder a pergunta que Freud jamais conseguiu elucidar: afinal, o que querem as mulheres?

Comentou o diretor Luiz Fernando Carvalho:
“Talvez minha incapacidade confessa de traduzir o feminino [que é mesmo tão múltiplo] tenha me emprestado a coragem de criar este Afinal?, que não se trata de retirar uma resposta pronta da cartola, nem de definir um gênero: isto é uma comédia! isto é um melodrama! Mas de rir do patético que há em nós – este, sim, me parece um gênero novo! – e de seguir gargalhando dos meus eternos clichês cheios de formulas e certezas, e tudo isso em companhia dos meus novos amigos de texto [Cuenca, Ciça e Michel – os roteiristas], tão cheios de sonhos esfarrapados quanto eu!”

Sigmund Freud, o pai da psicanálise, era um dos principais companheiros do protagonista André Newmann (Michel Melamed). Para não tratar o tema da psicanálise de forma sisuda ou excessivamente acadêmica, Luiz Fernando Carvalho introduziu Freud na trama como um boneco animado em stop motion, fortalecendo assim o estado de delírio em que se encontrava André, o único capaz de enxergá-lo. A animação foi feita por César Coelho e Luciano do Amaral, da Campo 4, que precisavam de um dia inteiro de trabalho para realizar uma sequência de sete segundos.

Para propiciar o máximo de fluidez aos movimentos, a animação foi feita by one, ou seja, 24 quadros fotografados para cada segundo de cena (normalmente são apenas 12 quadros por segundo). O cuidado se estendeu à confecção do boneco Freud, que media 40 centímetros. Seu esqueleto era todo articulado e suas expressões mudavam em função das peças que eram trocadas: 10 testas, 21 bocas e 10 pares de mãos. Cabelo, barba, sobrancelha e bigode eram de fios naturais.

Dr. Sigmund Freud nasceu no século XIX, no antigo Império Austríaco. Judeu e médico neurologista, é considerado o fundador da psicanálise. O personagem era o principal conselheiro de André e se fez presente aos olhos confusos do jovem em inusitadas situações, como o bar de uma boate ou um jogo de pôquer com seus companheiros Reich, Lacan e Jung – também bonecos de animação.

O DVD de Afinal, o que querem as mulheres? foi lançado no segundo semestre de 2011. Juntamente com os dois discos, o CD com a trilha sonora da série.

Trilha Sonora

01. NOME À PESSOA – Psicorquestra
02. RUIVA BALALAIKA – Psicorquestra
03. MALLU 4X4 – Marcelo Camelo
04. AMOR E CINEMA – Psicorquestra
05. ETERNO RETORNO – Psicorquestra
06. LÍVIA – Marcelo Camelo
07. JONAS – Marcelo Camelo
08. TATIANA – Marcelo Camelo
09. OFURÔ – Psicorquestra
10. VELHO COWBOY – Psicorquestra
11. CARO MIO BEN – Osmar Prado
12. PAQUERA – Psicorquestra
13. PLANETA DAS MULHERES – Psicorquestra
14. O VELÓRIO DE ANDRÉ NEWMANN – Michel Melamed, Bruna Linzmeyer, Osmar Prado, Letícia Sabatella
15. TEMA 1 – Marcelo Camelo
16. PARQUE LAGE – Marcelo Camelo

Veja também

  • ooutrolado

O Outro Lado do Paraíso

  • tempodeamar

Tempo de Amar

  • belaventura2

Belaventura

  • pegapega

Pega Pega