Sinopse

Como nenhuma escola aceita a matrícula de um menino de 300 anos, o solitário Nino faz um feitiço para atrair ao seu castelo três crianças: Pedro, Biba e Zequinha. Após conquistar seus novos amigos no primeiro episódio, Nino vai receber a visita dos três a cada programa.

Além destes, outros seres habitam e visitam o castelo: o entregador de pizza Bongô, o extraterrestre Etevaldo, a jornalista Penélope, a bruxa Morgana e sua gralha Adelaide, a Caipora, o vilão Dr. Abobrinha, os cientistas Tíbio e Perônio, as fadinhas Lana e Lara, Telekid, o gato Pintado, a cobra Celeste, Mau, Godofredo, Relógio, Fura-Bolo, as botas Tap e Flap.

Cultura
estréia: 9 de maio de 1994, reprisados a partir de 1995

criação de Cao Hamburguer
vários autores
dirigida por Cao Hamburger e Philippe Barcinski

CÁSSIO SCAPIN – Nino
SÉRGIO MAMBERTI – Dr.Victor
ROSI CAMPOS – Morgana
CINTHYA RACHEL – Biba
LUCIANO AMARAL – Pedro
FREDDY ALLAN – Zequinha
PASCHOAL DA CONCEIÇÃO – Dr. Abobrinha
ANGELA DIP – Penélope
EDUARDO SILVA – Bongô
PATRICIA GASPAR – Caipora
WAGNER BELLO – Etevaldo
MARCELO TAS – Telekid
FLÁVIO DE SOUZA – Tíbio
HENRIQUE STROETER – Perônio
TERESA DE ATHAYDE – Lana
FABIANA PRADO – Lara
VINICIUS DE ANDRADE – Apresentador do Circo
CLAUDIO CHAKMATI – Mau
os bonecos
Gato Pintado
Celeste
Adelaide
Relógio
Fura Bolo
Tap
Flap
e
CLÁUDIO MAMBERTI – avô de Nino
RODRIGO SANTIAGO – Capitão Baleia
HENRIQUE CÉSAR – Eugênio, o Gênio
MIRA HAAR – madrasta da Cinderela
CHRIS COUTO – madrasta da Branca de Neve
CARLOS MARIANO – Glub
GISELA ARANTES – Glub
LUIZ GUILHERME – marido de Penélope
Leonardo da Vinci

O maior sucesso da TV Cultura no ramo de séries educativas, com média de 12 pontos. Parece pouco, mas se lembrarmos que concorria com os 55 pontos de A Viagem na Globo e os 17 de Éramos Seis, no SBT.

Na carona do enorme sucesso, foram lançados vários produtos institucionais, como livros, revistas, bonecos dos personagens, peças de teatro e até um filme, todos com o mesmo sucesso do programa.

A cobra Celeste, um dos principais bonecos, era prima da cobra SSSSílvia, do programa Rá-Tim-Bum, também produzido pela Cultura em 1990.

Apesar dos episódios terem uma história, eles tinham vários quadros, que ajudavam a transmitir conceitos pedagógicos: em um dos quadros, a bruxa Morgana narrava fatos marcantes da história das civilizações; em outro, os bonecos Mau e Godofredo propunham enigmas verbais, incitando o uso da língua e do raciocínio lógico.

Em Tíbio e Perônio, dois cientistas gêmeos demonstravam princípios científicos. O personagem Telekid, criado por Marcelo Tas, aparecia em Porque Sim para responder às questões de Zequinha. As fadas Lana e Lara também tinham um quadro, no qual propunham enigmas em que as crianças classificavam, comparavam e identificavam visualmente objetos e seres.

Marionetes trazia bonecos que caracterizavam diferentes países; a intenção era mostrar a existência de várias nações com língua e culturas próprias. Em Dedolândia, dedos roqueiros ensinavam noções de matemática como soma e conjuntos. Três passarinhos que viviam na árvore do hall do castelo introduziam às crianças diferentes instrumentos musicais no quadro Instrumentos.

Em Lavar as Mãos, um clipe musicado por Arnaldo Antunes dava noções de higiene. Crianças movimentando seus corpos eram mostradas nos cinco clipes de Esportistas Mirins. Em Bailarinos, vários ritmos ganhavam coreografias que revelavam a variedade dos movimentos corporais.

No hall do castelo, a cada episódio, havia uma pintura diferente no mesmo lugar. Esse era o mote de Comentam Quadros, que mostrava detalhes das obras em questão. Como Se Faz mostrava clipes que documentavam o processo de fabricação de vários produtos. O quadro Mãos Pintadas mostrava mãos imitando animais.

A personagem Caipora introduzia Histórias dos Curumins, que adaptava lendas indígenas. No quadro Pintor, quadros iam aparecendo no vídeo em câmera rápida. Um garoto apresentava Circo, que mostrava números circenses realizados por crianças. Cabine, gravado na rua, trazia crianças intervindo e opinando sobre situações criadas pelo programa.

Músicos Mirins trazia grupos musicais, corais, fanfarras e instrumentistas mirins. Pentagrama dividia a tela em cinco; em cada parte, bailarinos representavam melodias e ritmos. O Desenhista Mágico propuha um exercício de percepão visual a partir de um desenho que ia se formando.

Em Geometria, uma figura bidimensional transformava-se em tridimensional e, depois, em um objeto do cotidiano, explorando diversas formas geométricas. Para introduzir a linguagem poética, Poesias Animadas criava animações de 14 poemas de autores nacionais. Para passar noções de higiene, um rato feito em massa cantava e se lavava no quadro Ratinho.

Músicas do Mundo Todo tocava a música típica de um país escolhido, ilustrando-a com animação feita a partir de um símbolo visual da nação em questão. Som dos Quadros destacava através de sons os elementos mais importantes de quadros famosos. Bichos criava animações de animais em diferentes situações.

O ator Wagner Bello, que interpretava o extraterrestre Etevaldo, faleceu em 12/08/1994, vítima de complicações decorrentes de Aids. Siomara Schroder o substituiu no programa, como a irmã de seu personagem. O episódio sem o ator terminou com uma explicação sobre a sua ausência: “ele está brincando nas estrelas!”.

A série foi exibida para toda a América Latina, inclusive para o Brasil, pelo Canal Nicklodeon, entre 1999 e 2001.

A atração gerou um filme produzido pela TV Cultura em 2001, onde o garoto Nino e seus amigos eram vividos por outros atores. O filme seria exibido apenas pela Rede Globo.

Castelo Rá-Tim-Bum ganhou o prêmio da APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) de melhor programa infantil de 1994.

Em 2002, no rastro do sucesso do Castelo, a Cultura produziu outra série semelhante: Ilha Rá-Tim-Bum.

Trilha Sonora

castelocd
01. ZECA, NINO, PEDRO, BIBA – Fernando Salem
02. PENÉLOPE – Roger
03. MORGANA – Rosi Campos e Fernando Gomes
04. ETEVALDO – Paulinho Moska
05. RATINHO TOMANDO BANHO – Hélio Ziskind
06. FELINO SABIDÃO – Ed Motta
07. MAU – Maurício Pereira
08. PORQUE SIM NÃO É RESPOSTA – Helio Ziskind
09. CELESTE, A COBRA – Vânia Bastos
10. DR. ABOBRINHA – Gerson de Abreu
11. CAIPORA – Pena Branca e Xavantinho
12. LAVAR AS MÃOS – Arnaldo Antunes
13. BONGÔ – Skowa
14. RATINHO ESCOVANDO OS DENTES – Hélio Ziskind
15. SOMAR É LEGAL – Fernando Salem
16. QUE SOM É ESSE? – Fernando Ziskind
17. COMO SE FAZ DISCO? – Wandi Doratiotto

Produção Musical: Luiz Macedo / Jukebox

Tema de Abertura: ABERTURA – André Abujamra, Hélio Ziskind e Luiz Macedo

Uuumm
Cassss
Bum, bum, bum
Cass… telo !
Bum, bum, bum
Castelo
Bum, bum, bum
Um…cas…tééé
Bum, bum, bum, bum, bum, bum, bum, bum, bum
Bum, bum, bum
Tim, tim, tim
Bum, bum
Tim, tim
Téééé…
Cacaca
Cacaca
Castelo, castelo
Cacaca
Cacaca
Castelo
Raaa…
Tim!
Bum, bum, bum
Castelo Rá-Tim-Bum
Bum, bum, bum
Castelo Rá-Tim-Bum
A porta se abriu!

Veja também

  • mundodalua_logo

Mundo da Lua

  • saosesalvos_logo

Sãos e Salvos!

  • ilharatimbum_logo

Ilha Rá-Tim-Bum

  • galera_logo

Galera