Sinopse

A trajetória do médium Chico Xavier, que viveu 92 anos desta vida terrena desenvolvendo importante atividade mediúnica e filantrópica. Vida conturbada, com lutas e amor. Seus mais de 400 livros psicografados, consolaram os vivos, pregaram a paz e estimularam caridade. Fenômeno? Fraude? Os Espíritos existem? Para os admiradores mais fervorosos, foi um santo. Para os descrentes, no mínimo, um personagem intrigante.

Na infância, Francisco de Paula Cândido começou a ter suas primeiras manifestações mediúnicas, vendo e ouvindo espíritos, incluindo o de sua mãe, já desencarnada. Ainda menino, Chico sofria nas mãos de uma madrinha, Rita, que o maltratava.

Na idade adulta, Chico é apresentado à Doutrina Espírita e passa a ajudar pessoas doentes ou que perderam entes queridos, sempre sob a orientação de Emmanuel, seu guia espiritual. Chico Xavier trabalha incessantemente, psicografando os livros que lhe eram ditados pelos espíritos e doando sua vida pelo bem do próximo. Ele muda de Pedro Leopoldo para Uberaba e abre a Casa da Prece. Com o passar dos anos, cercado por dúvidas, sua fama ultrapassa as fronteiras de Minas Gerais e passa a ser uma polêmica nacional.

Mais velho, Chico participa de um debate ao vivo, no programa Pinga-Fogo, onde sua mediunidade é colocada à prova tendo como plateia milhares de telespectadores. Nos bastidores, o diretor da atração, Orlando, vive um drama pessoal com sua esposa, Glória, por conta da morte de seu filho. Uma carta entregue a ele por Chico Xavier muda os rumos de um julgamento.

Globo – 23h
de 25 a 28 de janeiro de 2011
4 capítulos

roteiro de Marcos Bernstein
baseado no livro As Vidas de Chico Xavier de Marcel Souto Maior
direção e produção de Daniel Filho

NELSON XAVIER – Chico Xavier (1969/1975)
ÂNGELO ANTÔNIO – Chico Xavier (1931/1959)
MATHEUS COSTA – Chico Xavier (1918/1922)
TONY RAMOS – Orlando
CHRISTIANE TORLONI – Glória
LETÍCIA SABATELLA – Maria
LUÍS MELLO – João Candido
GIOVANNA ANTONELLI – Cidália
GIULIA GAM – Rita
ANDRÉ DIAS – Emmanuel
PEDRO PAULO RANGEL – Padre Scarzello
PAULO GOULART – Saulo Guimarães
LUIZ SERRA – Daniel Albuquerque
GLÁUCIA RODRIGUES – Letícia Almeida
THELMO FERNANDES – Menezes de Assis
CÁSSIA KISS – Iara
ANSELMO VASCONCELLOS – Perácio
ANA ROSA – Carmem
ROSI CAMPOS – Cleide
CASSIO GABUS MENDES – Padre Júlio Maria
CADÚ FÁVERO – Rafael
CARLA DANIEL – Carmosina
JEAN PIERRE NOHER – Jean Manzon
CHARLES FRICKS – David Nasser
PAULO VESPÚCIO – Emiliano (padrinho de Chico, marido de Rita)
ALEXANDRE DAVID – Pacheco (marido de Carmosina)
DANIEL BARCELOS JAIMOVICH – João Leonardo
VIA NEGROMONTE – Dora
ADELAIDE DE CASTRO – Léa
OSVALDO MIL – José
LARISSA VEREZA – Lúcia
SAMUEL DE ASSIS – Altair
ANDRÉA CALDAS – Luiza
KIKA FREIRE – Geni
FLÁVIA GUEDES – Geralda
CININHA DE PAULA – Maria Celeste
CARLA CABÉ – Maria Conceição
TÂNIA COSTA – Maria Cândido
CACÁ DIAS – Raimundo
CARLOS MARIANO – Pastor Elias
TIÃO D’ÁVILLA – Feliciano
RENATA IMBRIANI – Tânia
RAUL TOLLEDO – Walcyr
LEONARDO JABBOUR – Eduardo
GUILHERME BERNARD – Eurípedes
MATHEUS GUEDES – Vivaldo
VICTOR NAVEGA MOTT – Moacir
MARIA HELENA PADER – mãe de Ludi
HÉLIO RIBEIRO – repórter da TV
PABLO SANÁBIO – assistente de produção
NILDO PARENTE – Juiz
BRUCE GOMLEVSKY – Promotor
ANTÔNIO DESTRO – oficial de justiça
CYNTHIA FALABELLA – professora
NILVAN SANTOS – agricultor
GREGÓRIO DUVIVIER – oftalmologista
GUSTAVO OTTONI – médico de Chico em São Paulo
PIETRO MÁRIO – pai que chora
JÚLIO UCHÔA – homem com Bíblia
REJANE ZILLES – mulher que dá relógio
PRAZERES BARBOSA – mulher que recebe relógio
AÍLTON GRAÇA – passageiro 1
FABIO PORCHAT – passageiro 2
ANJA BITTENCOURT – mãe das ensandecidas
MARIANA BASSOUL – ensandecida 1
THAMIRYS SPYKER – ensandecida 2
CAROLINA PAVANELLI – ensandecida 3
JULIANA BERTONI – ensandecida 4
RAQUEL BONFANTE – aluna Rosa
MATHEUS DE SÁ – aluno
ANDRE LUIZ FRAMBACH – José (1918 a 1922)
LAURA CARDOSO como ela mesma
O filme de Daniel Filho – sucesso de bilheteria do ano de 2010 – apresentado em janeiro de 2011 na Globo como minissérie, dividido em 4 capítulos.

A atração é uma extensão do filme, lançado nos cinemas em abril de 2010. A minissérie traz cenas inéditas e novos personagens.

A produção contou com 135 atores e cerca de 90 locações.

Veja também

  • dercy_logo

Dercy de Verdade

  • bradoretumbante_logo

O Brado Retumbante