Sinopse

Léo é um sujeito mau caráter, que se envolve com contrabandistas de caça-níqueis e é viciado em prostitutas. Em suas armações, ele envolve Norma, uma pacata e honesta enfermeira, responsável pelos cuidados de um idoso rico, muito doente e sozinho. Norma desconhece as reais intenções de Léo, que busca tão somente se aproveitar dela para herdar a fortuna que o velho deseja lhe deixar. Depois de ser enganada e humilhada por Léo, Norma vai presa injustamente, acusada da morte do seu ex-patrão. Ela cumpre pena e tem apenas um objetivo na vida: vingar-se do homem que a fizera sofrer. O clímax acontece quando Norma, depois de ter saído da prisão e se casado com um milionário, arma para Léo transformando-o em uma espécie de escravo em sua mansão, sob a ameaça de ele ser entregue à polícia pelos crimes cometidos.

Pedro, o irmão de Léo, é piloto de avião e, ao salvar uma aeronave de um sequestro, se apaixona à primeira vista por Marina. Mas Pedro é noivo de Luciana, uma antiga amiga de Marina, e os dois desconhecem este fato a princípio. O rapaz acaba por se envolver em um outro episódio aéreo: um acidente no qual a noiva morre. Ele fica paraplégico, é responsabilizado pela morte de Luciana e, deprimido, rompe com Marina.

Do outro lado da história está André Gurgel, um bem sucedido designer e um sedutor incorrigível. Ele é o tipo de cara que não sai com a mesma mulher duas vezes. Mas revê suas regras quando se envolve com a bela Carol, que engravida e lhe dá um filho. Enquanto André se envolve a garota Leila, Carol acaba tendo um romance com Raul, pai dos irmãos Léo e Pedro, que rompera seu casamento com Wanda.

Natalie Lamour, a ex-participante de um reality show, faz qualquer coisa para se manter em evidência na mídia. E não mede esforços para se casar com o banqueiro Horácio Cortez. Antes de ser a oficial, Natalie era amante do poderoso dono de um banco de investimentos. Ela só consegue o primeiro posto porque Clarice, mulher de Horácio, morre em um acidente de carro, numa emboscada armada pelo próprio marido. Horácio se livra de Clarice depois que ela descobre sua infidelidade e ameaça denunciar à polícia o seus crimes do colarinho branco.

Sueli trabalha num quiosque no calçadão de Copacabana e, para deixá-lo mais bonito, enfeita o local com uma bandeira listrada com as cores do arco-íris. Sem querer, Sueli transforma o quiosque num ponto de encontro gay da praia. Mal sabe ela que seu filho, Eduardo, “se descobre” gay. O rapaz até namora Paula, filha de Horácio, mas depois acaba se encantando pelo professor Hugo.

Globo – 21h
de 17 de janeiro a 20 de agosto de 2011
185 capítulos

novela de Gilberto Braga e Ricardo Linhares
escrita com Ângela Carneiro, Maria Helena Nascimento, Nelson Nadotti, João Ximenes Braga, Fernando Rebello, Izabel de Oliveira e Sérgio Marques
direção de Cristiano Marques, Flávia Lacerda, Maria de Médicis e Luísa Lima
direção geral de Dennis Carvalho e Vinícius Coimbra
núcleo Dennis Carvalho

Novela anterior no horário
Passione

Novela posterior
Fina Estampa

GLÓRIA PIRES – Norma Pimentel
GABRIEL BRAGA NUNES – Léo (Leonardo Brandão) / Armando / Fred
LÁZARO RAMOS – André Gurgel
CAMILA PITANGA – Carol Miranda
ANTÔNIO FAGUNDES – Raul Brandão
HERSON CAPRI – Horácio Cortez
ERIBERTO LEÃO – Pedro Brandão
PAOLA OLIVEIRA – Marina Drumond
DEBORAH SECCO – Natalie Lamour
NATÁLIA DO VALLE – Wanda Brandão
TARCÍSIO MEIRA – Teodoro Amaral
NATHÁLIA TIMBERG – Vitória Drumond
DEBORAH EVELYN – Eunice Alencar Machado
MARIA CLARA GUEIROS – Bibi Castelani
RICARDO TOZZI – Douglas Batista
CÁSSIO GABUS MENDES – Kleber Damasceno
ANA LÚCIA TORRE – Tia Neném
ROSI CAMPOS – Haidê Batista
LEONARDO MIGGIORIN – Rony Fragonard
LOUISE CARDOSO – Sueli Aboim
RODRIGO ANDRADE – Eduardo Aboim
MARCOS DAMIGO – Hugo Abrantes
THIAGO MARTINS – Vinícius
JONATAS FARO – Rafael Cortez
GIOVANNA LANCELOTTI – Cecília Machado
BRUNA LINZMEYER – Leila Machado
THAINÁ MÜLLER – Paula Cortez
ISABELA GARCIA – Daisy
PETRÔNIO GONTIJO – Beto (Roberto Fischer)
PALOMA BERNARDI – Alice Miranda
GUILHERME PIVA – Gabino Damasceno
MARCELO VALLE – Júlio Machado
BETE MENDES – Zuleica Alencar
JOSÉ DE ABREU – Milton Castelani
LUIGI BARICELLI – Oscar Amaral
HELENA FERNANDES – Gilda Fischer Amaral
EDUARDO GALVÃO – Wagner Peixoto
CRISTINA GALVÃO – Jandira
JULIANO CAZARRÉ – Ismael
ROBERTA RODRIGUES – Fabíola dos Santos
WENDEL BENDELACK – Xicão Madureira
EDSON FIESCHI – Nelson Mesquita
PEDRO GARCIA NETTO – Nando
VITOR NOVELLO – Serginho
POLIANA ALEIXO – Olívia
LEONARDO CARVALHO – William Sampaio
THIAGO DE LOS REYS – Quim (Joaquim Garrido)
CARLA LAMARCA – Célia (secretária de Vitória)
ANDRÉA DANTAS – Lídia (empregada na casa dos Cortez)
ANTÔNIO FRAGOSO – Isidoro Brito (mordomo na casa de Vitória)
KIKO PISSOLATO – Manolo (amigo de Léo)
ROGÉRIO FREITAS – Dorival (pipoqueiro no Horto)
MARCOS OTÁVIO – Ivan (garçom no bar de Gabino)
ÍTALO SASSO – Nei (garçom do bar de Gabino)
CAROL FAZU – Ivone (secretária de Carol)
NARUNA COSTA – Renata (funcionária do escritório de Marina)
ANDRÉ REBUSTINI – Rui (funcionário do escritório de Marina)
JOHNY LUZ – Ciro (porteiro do prédio onde moram Eunice, Sueli e Haidê)
RITA PORTO – Zulmira (empregada na casa de Vitória)
PRAZERES BARBOSA – Amélia (empregada na casa de Teodoro)
SANDRO XIMENEZ – Lucas Bastos (amigo de Vinícius)
DANIEL MARQUES – Zé Paulo Assis (amigo de Rafael)
MÁRCIO ALVAREZ – Marcos (amigo de Rafael e Vinícius)
e
ADRIANO GARIB – policial que prende os assaltantes da casa de Teodoro
AISHA JAMBO – Patrícia (arquiteta da reforma do escritório de Marina)
ALEJANDRO CLAVEAUX – Paulo (namorado de Vicente, o cantor sertanejo)
ALEXANDRA MARTINS – Matilde (corretora de imóveis que se envolve com Douglas)
AMILTON MONTEIRO – Dr. Moreira (chefe do Hospital do Santíssimo em Florianópolis, que cuida de Pedro)
ANA BEATRIZ NOGUEIRA – Clarice (mulher de Cortez, morta em um acidente de carro arquitetado por ele)
ANDRÉ BARROS – Zeca Peçanha (amigo de Léo, comparsa na queda do avião que vitimou Luciana)
ÂNGELA VIEIRA – Gisela (envolve-se com Teodoro)
ANTÔNIO KARNEWALE – Investigador Clóvis (investiga o caso do roubo do dinheiro de Silveira)
ARIETHA CORRÊA – Darcy (da quadrilha que trafica artes sacras, investigada por Pedro)
BETA PEREZ – Ana (fisioterapeuta de Pedro)
BETH ZALCMAN – Cida (empregada de Silveira, amiga de Norma)
BIANCA BYINGTON – Dulce Petroni (tentou investir na carreira de modelo de Douglas)
BIA SEIDL – Helena (prima de Wanda, traída por ela)
BRENO DE FELIPPO – Bira (capanga de Afrânio)
BRUNO GRADIM – Dimas (fisioterapeuta de Pedro)
BRUNO TORRES – Valdir (funcionário da companhia aérea de Werner)
CACAU HYGINO – Joel (garçon no restaurante que ficava dentro do shopping de Vitória)
CAMILO BEVILACQUA – Ernani (do grupo de jogadores compulsivos do qual Kleber participou)
CARLO BRIANI – Delegado Rúbens Guimarães (prende Norma depois do roubo do dinheiro de Silveira)
CARLOS FONTE BOA – Antenor
CHARLES MÖELLER como ele mesmo
CLÁUDIA PROVEDEL – do grupo de jogadores compulsivos do qual Kleber participou
CLÁUDIO BOTELHO como ele mesmo
CLÁUDIO TOVAR – Borges (advogado e amigo de Raul)
CLEITON MORAIS – Diogão (amigo de Fabíola que passou uma temporada em sua casa)
CRIS CARNIATO – esportista, paquera de André
CRISTIANA OLIVEIRA – Araci Laranjeira (detenta, espécie de líder entre as prisioneiras, morta por Norma)
CRISTINA FLORES – Cláudia Malta (amiga de Carol)
DANIELA DINN – Thelma
DANIELA SARAHYBA como ela mesma
DANIEL DALCIN – Afonso (amigo e pretendente de Leila no início)
DANIEL DEL SARTO – Vicente (cantor sertanejo gay que finge namorar Natalie)
DANIEL FALEIROS – Décio (promotor público que cuida do caso de Norma no início)
DEIVY ROSE – juiza no caso da prisão de Cortez
DELMA SILVA – deu o emprego de hostess a Natalie, em um restaurante
DENIS DERKIAN – Dr. Gomes (advogado de Silveira)
DIEGO CRISTO – Felipe (paquera de Bibi em Florianópolis)
DOUGLAS SIMON – Gustavo (executivo do Grupo Drumond)
DUDU AZEVEDO – Neimar (amante de Úrsula, segurança no complexo industrial)
EDGAR AMORIM – Celso Tavares (preso que contracena com Cortez na cadeia)
ED OLIVEIRA – líder dos piratas que atacam o transatlântico
ELIÉU DE ABREU
ELISA LUCINDA – Vilma (mãe de Carol)
FELIPE MASSA como ele mesmo
FERNANDA MACHADO – Luciana Alencar (noiva de Pedro, morta no acidente aéreo)
FERNANDA PAES LEME – Irene (prima de Pedro apaixonada por ele, acaba morta por Léo)
FERNANDO WELLINGTON – médico da cadeia onde Norma está presa
GABRIELA LINHARES – Joana (mulher/namorada de Zeca)
GERO PESTALOZZI – Fabiano Dellamare (cliente do escritório de Marina)
GILBERTO MARMOROSCH – Mendonça (relojoeiro a quem Milton vendeu um relógio de ouro)
GIULIO LOPES – Matos (delegado que investiga os crimes de Léo, na reta final)
GLÁUCIA RODRIGUES – Claudete (agente penitenciária na cadeia em que Norma está presa)
GLÁUCIO GOMES – dono do bar que ajuda Pedro e Nando a encontrarem Zeca
GUILHERME LEME – Aquiles (patrão de André no início)
HERBERT RICHERS JR. – Ramires (cliente de André)
HUGO CARVANA – Olegário Silveira (idoso que Norma cuidava, que a acusa de ladra)
ILDI SILVA – Daniela (paquera de André)
ISABEL FILLARDIS – Marise (namorada de Júlio, no último capítulo)
JÉSSICA ALVES – prostituta que Norma paga para se aproximar de Diogão
JOSÉ AUGUSTO BRANCO – Floriano (tio de Pedro, pai de Irene e Nando)
JOSÉ DARTAGNAN JR. – Reinaldo (fazendeiro que contrata Natalie para comparecer a uma festa)
JOSÉ WILKER – Humberto Brandão (irmão de Raul)
JULIANA TERRA – Rita (secretária de Werner)
JULIANO RIGHETTO – Dr. Luciano (urologista de André)
KAREN COELHO – Edite (prisioneira morta por Araci)
LARISSA QUEIROZ – Selminha (namorada de Valdir)
LAVÍNIA VLASAK – Úrsula (noiva de Beto que o trai com Neimar)
LEANDRA LEAL – Adriana (paquera de André, no último capítulo)
LEANDRO CORRÊA
LEANDRO LIMA – Patrick Jesus (marido de Bibi no início)
LEONARDO NETTO – contrata Pedro no escritório de encomendas, na fase em que ele está na cadeira de rodas
LIDI LISBOA – Kátia (presidiária)
LIONEL FISCHER – Neves (ex-editor da revista onde Kleber trabalhou)
LUCA DE CASTRO – Marcondes (comparsa de Léo quando ele tenta enganar Carmem)
LUCIANO BERTCHIOLLI – jornaleiro do bairro do Horto
LUCIANO QUIRINO – Inspetor Lutero (policial que investiga o roubo do apartamento de Pedro e Luciana)
LUIZ HENRIQUE NOGUEIRA – Nicolas (gerente do hotel onde Léo vai trabalhar)
MANUELA DO MONTE – Cíntia (cliente da loja de Olga que troca telefone com Pedro)
MARCELO AQUINO – psicólogo de Pedro
MARCELO LAHAM – Marcelo (funcionário do banco de Cortez que namorava Daisy escondido no trabalho, no início)
MARCELO BATISTA – Santos (investiga a morte de Silveira)
MARCELO VÁRZEA – Juca (João Quaresma) / Dr. Celso Tavares (namorado de Dalva que dá um golpe nela e em Norma)
MARCOS ACHER – Chagas
MARCOS FRANÇA – co-piloto do avião da CTA sequestrado
MARIA CAROLINA RIBEIRO – Vivi Dellamare (mulher de Fabiano Dellamare)
MARIANA DUBOIS – Denise (paquera de Beto)
MARIA PADILHA – Marlene (namorada de Teodoro no início)
MARÍLIA PÊRA como ela mesma
MÁRIO CÉSAR CAMARGO – pai de Carol
MARISE GONÇALVES – Adelaide (cozinheira de Teodoro)
MARTA PARET – Vanessa (esposa de Nilton)
MAURÍCIO SILVEIRA – Samuel (divide a cela com Pedro quando ele vai preso)
MELISSA VETTORE – Bia Faissal (colunista social)
MIGUEL RONCATO – Gilvan (rapaz gay acolhido por Sueli, morto por Vinícius)
MILTON GONÇALVES – Gregório Gurgel (pai de André)
MÍRIAM MEHLER – Lurdes (da Liga da Família Carioca)
MURILO GROSSI – delegado que investiga com Pedro a quadrilha que trafica artes sacras
NATHÁLIA RODRIGUES – Andressa (amante de Cortez no início)
NELSON DINIZ – Afrânio (sócio de Léo no negócio dos caça-níqueis)
NÍVEA MARIA – Carmem (amiga de Sueli que Léo tenta enganar)
NORMA BLUM – Olga (tia de Pedro, mãe de Irene e Nando)
OMAR DOCENA – Cadu (instrutor de Cecília, tira a virgindade de Leila)
OTTO JR. – Delegado Xavier (amigo de André que livra a cara de Alice a pedido dele, quando ela é envolvida num acidente de carro)
PABLO AGUILAR – Rogério
PAULA FRANCO – esposa de Ramires
PAULA POSSANI – Mônica (jornalista que entrevista André)
PAULO GIARDINI – Martins (cliente do escritório de Aquiles)
PAULO REIS – Nilton (editor da revista que Natalie negocia posar nua)
PAULO VESPÚCIO – Andrade (segurança do galpão de Afrânio)
RAFAEL SIEG – Cícero
RAICA OLIVEIRA como ela mesma
RENATO LOBO – Dr. Sabino
RICARDO PAVÃO – Marcos Rossi (delegado da Polícia Federal que prende Cortez)
RICARDO PEREIRA – Henrique Taborda (advogado de Cortez que tenta lhe dar um golpe e acaba morto)
RICARDO RATHSAM – Álvaro (chefe de Kleber no jornal)
ROBERTA FOSTER – Tânia (esposa de Reinaldo)
ROBERTO BIRINDELLI – inspetor de polícia para quem Pedro e Marina dão queixa do sumiço de Léo
ROBERTO FRANÇA – Robson (garçom com quem Bibi flerta em Florianopolis)
RODOLFO MESQUITA – Eduardo (recepcionista da CTA)
RODRIGO RANGEL – Saldanha (policial que prende Ismael no início)
ROGER FLORES como ele mesmo
RÚBENS CAMELO – Inspetor Tavares
SAMIR MURAD – Djalma (participa no episódio da morte do Henrique)
SARAH MACIEL – filha de Gisela
SÉRGIO MONTE – Clécio (carcereiro quando Cortez esteve preso)
SÉRGIO RUFINO – Apolônio (crítico de restaurantes que gostou dos bolinhos de Fabíola)
STELLA MARIA RODRIGUES – promotora no caso da prisão de Cortez
SUZANA RIBEIRO – Dalva (amiga de Norma que lhe dá um golpe)
TAMARA TAXMAN – Florinda (companheira de cela de Norma)
TÂNIA BÔSCOLI – Zoraide (ajuda Norma na cadeia em uma armação contra Araci)
THAÍS BOTELHO – Nina (paquera de Rafa que lhe roubou)
THIAGO RODRIGUES – Daniel (paquera de Leila, no último capítulo)
TINA KARA – prostituta que arma para Léo
TUCA ANDRADA – Jonas Brito (irmão de Sueli, ex-presidiário, morre ao tentar se vingar de Vitória no episódio do avião sequestrado)
VAL PERRÉ – Ivo (com quem Léo vai dividir a cela na prisão, e depois Vinícius)
VANESSA JARDIM – paquera de André que descobre um nódulo nele
VERA FISCHER – Catarina (ex-namorada de Teodoro)
VINÍCIUS MANNE – Hélio (gerente da boate onde Léo é homenageado)
VIVIANE VICTORETTE – prostituta que dá uma pista sobre Léo para Norma
XANDO GRAÇA – Valdemir Prudente (deputado que convida Natalie para entrar para a política, no último capítulo)
XUXA LOPES – Dolores (executiva no banco de Cortez que tinha um caso com Marcelo, um funcionário do banco)
ZEMANUEL PINERO – Alejandro (amigo argentino de Raul)
ZÉ VICTOR CASTIEL – Werner Lindberg (dono da companhia aérea onde Pedro trabalha no início)

– núcleo de RAUL BRANDÃO (Antônio Fagundes), estabeleceu-se em Florianópolis e lá prosperou como empresário do ramo de marketing. Homem bom e ético, sempre viveu para a família, e cobra responsabilidade do filho mais velho, insistindo em que se mire no exemplo do caçula:
a mulher WANDA (Natália do Vale), mulher bonita e vaidosa, mas, após o casamento, tornou-se um tanto fútil. Ama verdadeiramente os filhos e, como consequência disso, releva certas atitudes do mais velho
os filhos: LÉO (Gabriel Braga Nunes), quer melhorar de vida a qualquer preço. Acredita que precisa ter dinheiro para conseguir o reconhecimento e o amor do pai, e daí vem a grande dificuldade de relacionamento entre eles. Entrou na academia de formação de pilotos junto com o irmão, a quem inveja, mas, como não gosta de nada que exija esforço, logo desistiu da carreira. Aplica um golpe em uma viúva solitária que modifica toda a sua vida e foge. No decorrer da trama, vira o principal algoz do irmão,
e PEDRO (Eriberto Leão), rapaz ético, íntegro, assim como o pai, seu grande exemplo. Não imagina a inveja extrema que Léo sente dele desde criança. É um excelente piloto. Mas sofre uma reviravolta após um acidente aéreo, que o deixa paraplégico
o irmão UMBERTO (José Wilker, em participação especial), homem sedutor e esperto, com um pé na marginalidade. Perdeu o contato com a família faz tempo. Trabalha em Montevidéu como doleiro. Regressa no início e seduz Wanda, o que culmina com o fim do casamento dela com Raul
a TIA NENÉM (Ana Lúcia Torre), por hábito, prazer e rancor faz mexericos da família, com péssimas consequências. Recebe uma ajuda financeira de Raul para complementar a parca aposentadoria de professora. Atraída por confusões, adora criar desavenças na estampa de frágil e solitária. Mas é comicamente egoísta, pão-dura e mentirosa. Bebe escondida.

– núcleo de NORMA PIMENTEL (Glória Pires), técnica em enfermagem, trabalha como acompanhante de um idoso em Florianópolis. Viúva, sem filhos, sem vaidade, vive modestamente, ganha pouco e realiza seu trabalho com todo empenho. É uma pessoa comum e sem ambições. Deixa-se iludir por Léo, por quem se apaixona, sendo presa injustamente por um golpe dele. Quando sai da prisão, casa-se com um milionário como parte de seu plano de vingança contra Léo:
SILVEIRA (Hugo Carvana, em participação especial), patrão de Norma, implicante e controlador. Sofre de problemas no coração e sua morte culmina na prisão de Norma, acusada de tê-lo matado, através de uma armação de Léo
JANDIRA (Cristina Galvão), presa por ter cometido um delito leve, é uma mulher alegre, simpática, leal e um pouco ingênua. Torna-se amiga de Norma na prisão, virando sua cúmplice fora da cadeia
o empregado ISMAEL (Juliano Cazarré), seu cúmplice braço direito quando fica milionária
ARACI (Cristiana Oliveira), temida líder das detentas no presídio em que Norma cumpre pena. Acaba morta por ela.

– núcleo de VITÓRIA DRUMOND (Nathalia Timberg), viúva milionária, dona de uma holding que inclui uma cadeia de shopping centers. Dona de personalidade moderna, é elegante e tem um caráter admirável. Depois da viuvez, ficou à frente dos negócios. Perdeu os filhos num acidente e é muito amiga das netas, a quem ama extremamente:
as netas: MARINA (Paola Oliveira), educada pela avó depois da morte dos pais, cresceu decidida, segura e bem-humorada. Voluntariosa, acostumou-se a conseguir tudo o que deseja. Apaixona-se perdidamente por Pedro durante o sequestro de um avião em que ele a salva. Mas viverão uma conturbada história de amor,
e BIBI (Maria Clara Gueiros), leve, divertida e ousada, é a grande amiga e confidente de Marina. Está sempre cercada por homens, muitos deles atraídos pelo dinheiro, mas é muito esperta
o ex-genro MILTON (José de Abreu), pai de Bibi que, após a morte da mulher, sem dinheiro, vive atrás da filha para pedir ajuda. É um homem conhecido e simpático. Megalômano, já fez de tudo, mas nenhuma de suas atividades lhe deu dinheiro
o mordomo ISIDORO (Antônio Fragoso), leal e confiável
o advogado NELSON (Edson Fieschi)
a cozinheira ZULMIRA (Rita Porto)
a secretária CÉLIA (Carla Lamarca).

– núcleo de CAROL MIRANDA (Camila Pitanga), alta executiva da área de marketing na empresa de Vitória. Independente, decidida e dinâmica. Contida, tem uma certa dureza, aumentada pela convicção de que nunca poderá ser mãe. É surpreendida quando engravida inesperadamente de um ex-paquera. Ao longo da trama, envolve-se também com Raul:
a irmã ALICE (Paloma Bernardi), mais romântica e meiga do que ela
ANDRÉ GURGEL (Lázaro Ramos), o mais badalado designer no Rio de Janeiro, bem-sucedido na profissão e na sedução. A sua regra número um é não se envolver afetivamente com nenhuma mulher. Mas não é cafajeste: trata as mulheres sem falsas promessas de amor. Ao longo da trama, apaixona-se por Carol, com quem tem um filho, mas continua se envolvendo com diversas mulheres
WILLIAM (Leonardo Carvalho), jovem designer, amigo de André, trabalha com ele no escritório de Marina. Apaixona-se por Alice
a secretária IVONE (Carol Fazu).

– núcleo de HORÁCIO CORTEZ (Herson Capri), banqueiro de investimentos. Vive da alta rotatividade – de capitais e mulheres. Esperto e dissimulado, cultiva a imagem de homem correto e pai de família, para não prejudicar seus negócios. Está sob suspeita de corrupção e é um homem perigoso:
a mulher CLARICE (Ana Beatriz Nogueira), rica de berço, mulher fina e elegante, esposa dedicada e mãe amorosa. Mas acaba assassinada a mando do marido quando descobre suas falcatruas e sua amante
os filhos: PAULA (Tainá Muller), do primeiro casamento. Puxou o pai na arrogância e no caráter duvidoso. No fundo tem baixa autoestima e medo de ficar sozinha, pois todos os seus namoros foram frustrantes
e RAFAEL (Jonatas Faro), filho com Clarice, estudioso e bom caráter, pratica wakebord.
o advogado WAGNER (Eduardo Galvão), profissional competente, sabe “dar seu jeitinho” quando necessário
o executivo HENRIQUE (Ricardo Pereira), seu braço direito, mas dissimulado e ambicioso. Morre no decorrer da trama
a empregada LÍDIA (Andréa Dantas)
QUIM (Thiago de Los Reyes), amigo de Rafa que aproveita a boa vida proporcionada por ele.

– núcleo de NATALIE LAMOUR (Deborah Secco), destacou-se como segunda colocada de um reality show que lhe deu fama nacional, mas breve. Envolvente e sedutora, não deseja só prolongar a fama, também quer segurança material. Não tem nada de ingênua, é vidrada em dinheiro, pois não quer voltar a ser pobre. Era amante de Cortez e acaba casando-se com ele após a morte de Clarice:
a mãe HAIDÊ (Rosi Campos), trabalha como faxineira, sustenta a casa e é crítica com os filhos, por não arrumarem empregos. Autêntica, diz o que pensa
o irmão DOUGLAS (Ricardo Tozzi), considera-se esperto, mas é ingênuo e manipulável pelas mulheres, além de ignorante. Tem bom coração, mas não é chegado ao trabalho duro. Apaixona-se por Bibi
o amigo RONI (Leonardo Miggiorin), promotor de eventos, gay simpático, é a grande esperança de Natalie para voltar aos holofotes.

– núcleo de TEODORO AMARAL (Tarcísio Meira), viúvo milionário que nunca teve filhos. Grande amigo de Vitória, e padrinho de Bibi. Curte a vida e gosta de viajar. É bem-humorado e rebelde, pois, mesmo doente, tem maus hábitos de alimentação e comportamento. Tem ótima relação com o sobrinho e sua família. Apaixona-se por Norma, com quem se casa através de um plano dela, mas acaba morto e toda sua fortuna vai para a viúva:
o sobrinho OSCAR (Luigi Baricelli), alto executivo, braço direito de Vitória. No decorrer da trama, descobre que tem outro filho, fruto de uma relação passageira da juventude
a mulher de Oscar, GILDA (Helena Fernandes), amiga de Clarice, mulher fina e elegante. Esposa e mãe amorosa
SERGINHO (Vitor Novello), filho de Oscar e Gilda, inteligente e amoroso com os pais
VINÍCIUS (Thiago Martins), filho de Oscar, de uma relação casual que ele teve antes de conhecer Gilda. Quando a mãe morre, parte em busca do pai biológico. Tem má índole, e revela-se homofóbico e violento
o irmão de Gilda, BETO (Petrônio Gontijo), executivo do grupo de Vitória, profissional sério e competente. Traído pela noiva, acaba aproximando-se de Alice
e empregada AMÉLIA (Prazeres Barbosa).

– núcleo de EUNICE MACHADO (Deborah Evelyn), sonha ascender socialmente. Tem atitudes motivadas pela inveja e pela mesquinharia. Mora em Florianópolis, mas está louca para mudar-se para o Rio. Volta-se contra Pedro após a morte de sua irmã (de quem ele era noivo), e faz tudo para prejudicá-lo, chegando a aliar-se a Léo. Embora defenda a ética e os valores familiares, é hipócrita e falsa moralista. Passa a ter um caso com Ismael:
o marido JÚLIO (Marcelo Valle), trabalha na firma de Raul. Dominado pela mulher, mas, diferente dela, tem bom caráter
as filhas: LEILA (Bruna Linzmeyer), jovem de personalidade forte, é obstinada e batalhadora. Vai estudar moda em Londres e volta cheia de ideias criativas. Apaixona-se por André,
e CECÍLIA (Giovanna Lancellotti), romântica, faz tudo para não desagradar aos pais, e tenta agir de forma conciliadora em casa. Apaixona-se por Rafael, mas através de armações, acabam se separando e é envolvida por Vinícius,
a mãe ZULEICA (Bete Mendes), generosa, compreensiva e amorosa, dá valor à harmonia familiar. Está sempre próxima às netas, de quem é muito amiga. É prima de Wanda e amiga de tia Neném
a irmã LUCIANA (Fernanda Machado, em participação especial), noiva de Pedro no início da trama. Era amiga de Marina na faculdade. Doce e frágil, sem muita personalidade. Morre no início da trama em um acidente de avião – provocado por Léo – em que a culpa recai sobre Pedro – a quem Eunice culpa veementemente.

– núcleo de KLEBER DAMASCENO (Cássio Gabus Mendes), repórter de um grande jornal, para o qual investiga crimes econômicos e denuncia corruptos – é uma pedra no sapato de Cortez. É competente, mas tem pavio curto, além de preconceituoso e homofóbico. Leva os problemas para o lado pessoal e vive comprando briga, muitas vezes a troco de nada:
a ex-mulher DAISY (Isabela Garcia), de bem com a vida, mesmo quando recebe rasteiras. É honesta e tem bom caráter, mas também um pouco ingênua e crédula. Não dá sorte sentimentalmente. Acaba tornando-se secretária de Beto, por quem se apaixona
a filha adolescente OLÍVIA (Polliana Aleixo), passa a namorar Serginho
o irmão GABINO (Guilherme Piva), dono de um bar no Horto, onde os frequentadores fazem rodas de samba. Tem uma relação tumultuada e cômica com o irmão
FABÍOLA (Roberta Rodrigues), cozinheira de mão cheia do bar de Gabino, e uma cantora talentosa. Adora participar das rodas de samba do bar. Envolve-se com Milton, apesar do amor que Gabino sente por ela.

– núcleo de SUELI ABOIM (Louise Cardoso), mulher forte, batalhadora e bem-humorada. Perdeu o marido e teve de sustentar o filho sozinha. É dona de um quiosque na praia de Copacabana. É a única que acredita na inocência do irmão, acusado de um crime que não cometeu. Após descobrir que o filho é gay, apoia sua opção sexual e vira uma defensora dos homossexuais e da liberdade de expressão:
o filho EDUARDO (Rodrigo Andrade), inteligente, responsável e competente, muito amigo da mãe. Durante um tempo, namora Paula, mas descobre-se homossexual no decorrer da trama
o irmão JONAS (Tuca Andrada, em participação especial), trabalhava com Vitória, mas foi acusado injustamente de participar de um assalto à casa da empresária, passando anos na prisão. Morre no começo da trama, após deixar a cadeia e – como vingança contra Vitória – sequestrar o avião em que estavam Marina, neta dela, e Pedro
o funcionário XICÃO (Wendell Bendelack), fofoqueiro, gente boa e amigo de Sueli
HUGO (Marcos Damigo), professor de Direito, sério e competente no trabalho. No decorrer da novela, apaixona-se por Eduardo, com quem passa a ter uma relação.

– núcleo de FLORIANO BRANDÃO (José Augusto Branco), primo de Raul. Mora em Porto Alegre, onde tem uma fábrica de cerâmica:
a mulher OLGA (Norma Blum), generosa e ponderada
os filhos: NANDO (Pedro Garcia Netto), grande amigo de Pedro desde criança, tem um ótimo caráter,
e IRENE (Fernanda Paes Leme), sedutora, tem uma atração obsessiva por Pedro, que não corresponde. Alia-se a Léo em suas armações contra Pedro, mas acaba assassinada pelo vilão.

– outros personagens:
MANOLO (Kiko Pissolato), amigo e cúmplice de Léo
DORIVAL (Rogério Freitas), pipoqueiro do Horto
IVAN (Marcos Otávio), garçon no bar de Gabino
NEI (Ítalo Sasso), garçon no bar de Gabino
RENATA (Naruna Costa), funcionária do escritório de Marina
RUI (André Rebustini), funcionário do escritório de Marina
CIRO (Johny Luz), porteiro do prédio onde moram Eunice, Haidê e Sueli
LUCAS (Sandro Ximenes), amigo de Vinícius
ZÉ PAULO (Daniel Marques), amigo de Rafael
MARCOS (Márcio Alvarez), amigo de Vinícius e Rafael.

“A nova novela das nove” da Globo, como foi anunciada nas chamadas de estreia, foi a primeira do horário nobre da emissora a ter oficialmente esta denominação. Anteriormente, as novelas do horário eram chamadas de “novela das oito”, mesmo iniciando às 21 horas – desde o ano de 2000 – e pelo menos a partir das 20h30 – desde a década de 1980.

A novela teve o título provisório de Lado a Lado, mas por fim passou a se chamar Insensato Coração. O autor, Gilberto Braga – que assinou a trama em parceria com Ricardo Linhares – contou que tirou o título da música Só Louco, de Dorival Caymmi:
“Foi a partir da música que a novela nasceu. Veio o título e, depois dele, a história.”
Lado a Lado acabou sendo o trabalho seguinte de João Ximenes Braga, um dos colaboradores de Gilberto em Insensato Coração, no horário das seis, escrita com Cláudia Lage, entre 2012 e 2013.

Dois dos protagonistas inicialmente escalados – Ana Paula Arósio e Fábio Assunção – foram substituídos quando várias cenas com os atores já haviam sido gravadas.
Ana Paula Arósio faltou às gravações em mais de uma oportunidade, e, tendo acumulado ainda vários atrasos, acabou sendo desligada da produção e rompeu com a Globo. Após sucessivas especulações sobre quem a sucederia, a atriz Paola Oliveira foi anunciada como a substituta, no papel de Marina.
Em seguida, Fábio Assunção, em recuperação por dependência química, faltou dois dias de gravação, após as gravações em Florianópolis já terem se encerrado e a produção se mudado integralmente para o Rio de Janeiro. O ator foi convocado pela direção da emissora para uma reunião emergencial, e anunciou seu desligamento da produção. No dia seguinte foi anunciado seu substituto na novela: Gabriel Braga Nunes, no papel do vilão Léo.

Insensato Coração custou a engrenar na audiência. Norma, personagem de Glória Pires, parecia ser a única a despertar o interesse do público. Um dos casais protagonistas, Marina e Pedro (Paola Oliveira e Eriberto Leão), não demonstrou química em sua história de amor pouco crível, e acabou tachado de “casal chato” pelo público, o que dificultou a torcida pela trama deles.
Colaboraram para esta rejeição do telespectador a repetição do autor e do gênero. Por exemplo, as semelhanças entre Natalie Lamour e Darlene Sampaio, de Celebridade, personagens quase idênticas vividas pela mesma atriz, Deborah Secco.

A princípio, os autores apostaram em uma estrutura narrativa desconexa marcada por temas fortes e realistas: até determinado ponto da trama, não havia apenas uma história central, mas algumas, enquanto que várias tramas paralelas nasciam, evoluíam e morriam ao longo da novela, marcando a entrada e saída de vários personagens. Como enredo, a fragmentada rede de conflitos de desfecho rápido era um mal de Insensato Coração: negava ao telespectador se identificar com os personagens e acompanhar sua evolução. Exceto por Norma, nenhum personagem tinha uma história cujo fio se podia seguir, inteiro, pela novela.

Foi a partir do centésimo capítulo, quando Norma saiu da cadeia e iniciou seu plano de vingança, que Insensato Coração conquistou a audiência. A partir deste ponto, os autores abandonaram a tal “narrativa desconexa” com entrada e saída de personagens e tramas, e seguiram a linha ortodoxa do folhetim. A novela acabou por estancar a queda crescente de audiência das novelas das nove que vinha desde de Senhora do Destino, em 2005.

Enquanto o público torceu o nariz para as tramas dos casais românticos centrais – Pedro e Marina e o triângulo André, Carol e Raul (Lázaro Ramos, Camila Pitanga e Antônio Fagundes) – o casal cômico Bibi e Douglas (Maria Clara Gueiros e Ricardo Tozzi) conquistou os telespectadores, da mesma forma que Eunice e Ismael (Deborah Evelyn e Juliano Cazarré).

A personagem Tia Neném, de Ana Lúcia Torre, caiu nas graças do público e fez tanto sucesso que os autores desistiram de matá-la, como previamente previsto, e ela ficou na novela até o final.

Destaque também para Deborah Secco, como Natalie Lamour, Herson Capri, como Horário Cortez, Thiago Martins, como Vinícius, Cristina Galvão, como Jandira, e Cristiana Oliveira – em uma participação -, como a presidiária Araci, em uma perfeita caracterização.

Um dos momentos mais marcantes da novela foi a sequência em que Norma tenta matar Teodoro (Tarcísio Meira) arrependendo-se instantes depois, com destaque para a direção, iluminação, enquadramentos, sonoplastia e atuação dos atores.

Sem levantar bandeira, os autores apresentaram um casal de homossexuais – Eduardo (Rodrigo Andrade) e Hugo (Marcos Damigo) – em uma trama bastante consistente dentro da novela. Em paralelo, a temática continuou com a discussão de várias questões relacionadas ao preconceito, intolerância e discriminação pelos quais sofrem os homossexuais na vida real, desde o preconceito no ambiente de trabalho até a violência – como o assassinato do homossexual Gilvan (Miguel Roncatto em uma participação), espancado até morrer pelo pit-boy Vinícius (Thiago Martins).
Mas o romance entre Eduardo e Hugo despertou mais a atenção da censura interna da TV Globo, que impediu que várias cenas entre o casal fossem apresentados. Os autores escreveram diálogos que chegaram a ser gravados mas nunca foram ao ar, e tiveram que diminuir o tom de intimidade do casal.
Questionada por organizações de homossexuais, a emissora disse, através de nota, que suas “tramas registram a afetividade e o preconceito, mas não cabe a exaltação. Cabe, sim, combater a intolerância, o preconceito e a discriminação, o que temos estimulado cotidianamente inclusive por meio de campanhas”.

Para despistar a imprensa que divulgava os acontecimentos da novela antes de irem ao ar, os autores, aborrecidos com o vazamento de informações, misturaram cenas falsas a sequências verdadeiras. Assim, vários desfechos falsos chegaram a ser alardeados pela mídia.

A história se passava nas cidades do Rio de Janeiro e Florianópolis. Antes da estreia, em cerca de 40 dias, mil profissionais foram do Rio à capital catarinense trabalhar nas primeiras cenas. Fora isso, quase mil figurantes foram contratados para compor as gravações.

Insensato Coração foi a primeira novela a usar um avião-cenário. Maior do que um airbus, podia acomodar as câmeras e equipamentos. Foi usado na sequência em que um avião é sequestrado, no início da novela.

A torre de 40 andares do shopping de Vitória Drumond (Nathalia Timberg) era uma maquete de 18 metros quadrados inserida por meio de computação gráfica.

Designers foram convidados para criar as peças que, na ficção, eram obra da criatividade de André Gurgel (Lázaro Ramos). Entre pratos, talheres e mesas, o destaque foi um barco.

A escultura de pedra da abertura era obra do artista plástico John Chipiri, do Zimbabwe, e apresentava a estilização do que parecia ser uma família de mão dadas. Segundo Hans Donner, em entrevista no making of das gravações da abertura, o briefing dado pelos autores basicamente era “família” e por isso foi escolhida a escultura em particular. Para ele, o artista conseguiu “interligar os braços dos pais com três filhos e transformar isso numa harmonia visual fantástica”.

Por recomendação do departamento jurídico da TV Globo, Insensato Coração não pôde prestar uma homenagem à novela Vale Tudo. A empresa aérea que se chamaria TCA – o mesmo nome da empresa de Odete Roitman – virou CTA. Outra mudança necessária foi o nome de uma revista, que se chamaria “Fama” (a revista de Celebridade) mas ganhou o nome de “Espelho”.
Em contrapartida, Vale Tudo foi revisitada no capítulo 134 de Insensato Coração (em 29/06/2011), na cena em que o banqueiro corrupto Horário Cortez (Herson Capri) tenta fugir do Brasil em um jatinho, mandando uma “banana” para o país, repetindo o gesto com os braços feito pelo personagem Marco Aurélio (Reginaldo Faria) no último capítulo de Vale Tudo, em janeiro de 1989.
Mas o desfecho das cenas foi diferente: enquanto Marco Aurélio conseguiu fugir do país e terminou impune, a decolagem do jatinho de Cortez foi impedida pela Polícia Federal e o personagem acabou preso – ao som de Que País É Este? do Legião Urbana.

A atriz Vanessa Jardim foi vista na mesma noite em duas novelas de emissoras concorrentes. Ela apareceu em uma participação em Insensato Coração, como mais uma paquera de André. E pouco depois, foi vista fazendo uma ponta em Vidas em Jogo, atração da Record.

Primeira novela dos atores Juliano Cazarré, Bruna Linzmeyer e Giovanna Lancelotti.

Por seus trabalhos em Insensato Coração, Gabriel Braga Nunes e Glória Pires foram eleitos pela APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) o melhor ator e a melhor atriz na televisão em 2011.
Gabriel Braga Nunes foi ainda premiado com o Troféu Imprensa de melhor ator.

Trilha Sonora Nacional

insensatot1
01. CORAÇÃO EM DESALINHO – Maria Rita (tema de abertura)
02. SEM POUPAR CORAÇÃO – Nana Caymmi (tema de Pedro e Marina)
03. ELA É MINHA CARA – Mart’nália (tema de Natalie)
04. LOVE – Simone (tema de André)
05. SÓ LOUCO – Dori Caymmi (tema de Raul e Wanda, depois tema de Pedro e Marina)
06. PRA QUÊ DISCUTIR COM MADAME? – Diogo Nogueira (tema de Eunice)
07. ELA VAI PRO MAR – Luiz Melodia (tema de André e Carol)
08. TROCANDO EM MIÚDOS – Maria Bethânia (tema de Wanda e Raul)
09. A TONGA DA MIRONGA DO KABULETÊ – Toquinho, Vinícuis de Moraes & Monsueto (tema de locação: Rio de Janeiro)
10. 20 ANOS BLUES – Elis Regina (tema de Carol)
11. TURMA DO FUNIL (NO BAIXO LEBLON) – Miúcha & Tom Jobim (participação especial de Chico Buarque) (tema de Tia Neném)
12. DOMINGO AZUL NO MAR – Leila Pinheiro & Oscar Castro Neves (tema de Teodoro)
13. VERDADE DA VIDA – Ney Matogrosso (tema de Natalie)
14. HOMEM COM H – Zeca Baleiro (tema de Rony)
15. SUPER HOMEM – Caetano Veloso (tema de André)
16. EU PRECISO DE VOCÊ – Verônica Sabino (tema de Beto e Daisy)
17. QUE PAÍS É ESTE? – Legião Urbana (tema de Cortez)
18. MAGIA – Roger Henri (tema geral)

Trilha Sonora Internacional Vol. 1

insensatot3
01. SATISFACTION (I CAN’T GET NO) – Frejat (tema de Léo)
02. PACK UP – Eliza Doolittle (tema de Irene)
03. GRACE BABY – Paris Wells (tema de Bibi)
04. SUSPICIOUS MIND (VIVA ELVIS) – Elvis Presley (tema de Leila e André)
05. ECO – Jorge Drexler (tema de Raul e Carol)
06. COMMENT TE DIRE ADIEU – Emiliah (tema de locação: Florianópolis)
07. AMOR – Ben E. King (tema de Teodoro)
08. YOU’RE MY EVERYTHING – Sarah Vaugh, Harold Money & His Orchestra (tema de Marina e Pedro)
09. ‘S WONDERFUL – João Gilberto (tema de locação)
10. ROUND MIDNIGHT – Alexandre Elias e Alessandra Maestrini (tema de Norma e Léo)
11. SENZA FINE – Ornella Vanoni (tema de Norma)
12. MON MANEGE A MOI – Bibi Ferreira (tema de Milton)

Trilha Sonora Internacional Vol. 2

insensatot4
01. FIREWORK – Katy Perry (tema de locação: boate Barão da Gamboa)
02. ALL THE LOVERS – Kylie Minogue (tema de André, tema de locação: boate Barão da Gamboa)
03. I DON’T KNOW WHAT TO DO – Tiko´s Groove featuring Gosha (radio version) (tema de Bibi e Douglas, tema de locação: boate Barão da Gamboa)
04. HOW SOON IS NOW (DIRTY SOUTH) – David Guetta, Sébastian Ingrosso, Dirty South and Julie McKnight (tema de locação: boate Barão da Gamboa)
05. CALLING OUT YOUR NAME – James Blunt (tema de Eduardo e Hugo)
06. WHEN YOU GOT A GOOD THING – Lady Antebellum (tema romântico geral)
07. TALKING TO THE MOON – Bruno Mars (tema de Rafael e Cecilia)
08. I’LL HELP YOU STAY – John Kip (tema de Leila)
09. BRING ME THE DAWN – Carlo Dall Anese featuring Fabio Castro (Diego Logic Remix) (tema de locação: boate Barão da Gamboa)
10. LIVE IT UP – Ali Pierre (tema de locação: boate Barão da Gamboa)
11. LET YOU GO – Double You (tema de locação: Rio de Janeiro)
12. THE BEST OF IT – John Nathaniel (tema de Alice e Vinícius)
13. C’EST LA VIE STREET – Lowrider (tema geral)
14. CONVINCE ME – Val Emmich (tema romântico geral)

ainda
O MIO BABBINO CARO, da ópera “Gianni Schichi” de Puccini (tema de Teodoro e Norma)

Trilha Sonora Complementar: Insensato Coração Samba

insensatot2
01. PÔXA – Zeca Pagodinho (tema de Dayse e Kleber)
02. NÃO DÁ – Arlindo Cruz (tema de locação: bar do Gabino)
03. QUER SABER DA MINHA VIDA, VAI NA MACUMBA – Dudu Nobre
04. A SEMENTE – Marcelo D2
05. NÃO QUERO MAIS SABER DE NADA – Leandro Sapucahy
06. BEIJO SEM (ao vivo) – Teresa Cristina (participação de Marisa Monte e Pedro Baby) (tema de locação: bar do Gabino)
07. É ELA – Revelação (tema de locação: bar do Gabino)
08. PANOS E PLANOS – Moyses Marques
09. O SAMBA – Magali
10. A VOZ DO MORRO – Marcos Sacramento (tema do bar de Gabino)
11. O QUE SERÁ DE MIM – Pedro Paulo Malta e Alfredo Del-Penho
12. TRISTEZA – Soraya Ravenle
13. MULHERES – Martinho da Vila (tema de Fabíola e Milton)
14. NO PAGODE DO VAVÁ – Paulinho da Viola
15. O SOL NASCERÁ (A SORRIR) – Grupo Zoasamba
16. SONHO MEU – Clara Redig

Trilha Sonora Instrumental: Músicas originais de Roger Henri
(disponíveis para baixar no site do iTunes)

insensatot5
01. MAGIA
02. A TROCA
03. ACORDO
04. APARECE
05. ARMAÇÃO SENSUAL
06. BEIRAL
07. BUSCA NOTURNA
08. CAPTURA
09. CERCAR
10. PENUMBRA
11. DINAMISMO
12. ENCONTRO
13. ENGANO
14. ESPIONAR
15. ESQUECIMENTO
16. FAREJANDO
17. FIM DE NOITE
18. FLAGRA
19. GOLPES
20. NÃO É TARDE
21. NOVA EMBOSCADA
22. O HELICÓPTERO
23. O PLANO
24. O PRAZO
25. ORLA
26. PARAÍSO FUGA
27. PEGADAS
28. PLANO DA LANCHA
29. SALVAMENTO
30. SEGREDO
31. SEMPRE ESCONDIDO
32. SIGILO
33. TOTALMENTE
34. ÚLTIMO ADEUS
35. A BUSCA
36. A FRONTEIRA
37. CIDADE
38. DEPOIS DO SOL
39. EM COPA
40. ENTRISTECENDO
41. ESCAPADA
42. ESQUECIMENTO
43. INVASÃO
44. LEMBRANÇA
45. O ATAQUE
46. O NASCIMENTO
47. PESADELO
48. PREMIAÇÃO
49. PRIMEIRA ANGÚSTIA
50. QUANDO SONHEI
51. SEDUÇÃO
52. SOMBRA
53. TEMA DE NORMA
54. THE BEST
55. VELADO
56. VELOZ
57. VOLTANDO
58. PRESSÁGIO
59. A PRIMEIRA VEZ
60. É CEDO
61. SAUDADE

Tema de Abertura: CORAÇÃO EM DESALINHO – Maria Rita

Numa estrada dessa vida
Eu te conheci, oh! flor
Vinhas tão desiludida
Mal sucedida por um falso amor

Dei afeto e carinho
Como retribuição
Procuraste um novo ninho
Em desalinho ficou o meu coração
Meu peito agora é só paixão
Meu peito agora é só paixão

Tamanha desilusão
Me deste, oh! flor
Me enganei redondamente
Pensando em te fazer o bem
Eu me apaixonei
Foi meu mal

Agora
Uma enorme paixão me devora
Alegria partiu, foi embora
Não sei viver sem teu amor
Sozinho curto a minha dor…

Veja também

  • celebridade_logo

Celebridade

  • paraisotropical_logo

Paraíso Tropical

  • ladoalado_logo

Lado a Lado

  • babilonia_logo

Babilônia