História de amor















Novela anterior no horário: Irmãos Coragem
Novela posterior: Quem é Você

Folhetim leve e charmoso, bem ao estilo de Manoel Carlos. Produção impecável com direção geral de Ricardo Waddington, com quem Maneco voltaria a trabalhar em suas três novelas seguintes: Por Amor (1997-1998), Laços de Família (2000-2001) e Mulheres Apaixonadas (2003).

Regina Duarte estreava no horário das seis ao viver Helena, a protagonista. A atriz ainda interpretaria outras duas Helenas de Manoel Carlos: nas novelas Por Amor (1997-1998) e Páginas da Vida (2006).

Em depoimento ao projeto Memória Globo, Regina Duarte declarou:
"História de Amor eu não queria que acabasse nunca. Eu cheguei a dizer para o Boni: 'Não dá para ficar como aqueles seriados de antigamente, que duravam cinco, dez, quinze anos?' Eu queria ficar fazendo História de Amor para sempre. Ele ria e dizia: 'Não. Tem que acabar. Mas a gente faz outra depois'. E, realmente, um ano depois, ele me chamou para fazer o que, para mim, era História de Amor 2, mas que teve o nome de Por Amor. E ainda chamou a Gabriela para fazer a minha filha. Foi o máximo!"

Manoel Carlos teve que mudar a sinopse original da novela, onde Joice (Carla Marins) disputaria o amor de Carlos (José Mayer) com sua mãe Helena (Regina Duarte). O motivo da mudança foi o horário em que a novela foi apresentada, inadequado para história da disputa entre mãe e filha. O autor viria então colocar essa história em Laços de Família (2000-2001).

A personagem de Bia Nunnes, Marta, sofria de câncer de mama, e vários aspectos da doença foram abordados pela novela. Manoel Carlos recebeu uma carta do Instituto Nacional do Câncer atestando um grande aumento no número de mulheres preocupadas em fazer exames preventivos.

Os esportes e os deficientes físicos também foram abordados a partir do personagem de Assunção (Nuno Leal Maia), que após ficar paraplégico consegue se reerguer totalmente, juntando-se na trama a verdadeiros deficientes físicos, e praticando esporte.

Participação especial de Pelé, que na época e na vida real era Ministro do Desporte.

História de Amor foi ambientada no Rio de Janeiro, nos bairros do Leblon, Jardim Botânico e Gávea, na Zona Sul, e Barra da Tijuca, na Zona Oeste, tendo algumas incursões a Teresópolis, na região serrana. As cenas externas reforçavam o tom urbano e carioca da novela.
Fonte: site Memória Globo.

Uma carta publicada no Jornal do Brasil -
"O que está havendo com o cabelo da Regina Duarte? Tenho duas dicas: uma permanente afro ou um corte na altura do pescoço. Aquela trança dá a ela um aspecto de favelada."
- fez com que fosse mudado o visual da atriz na novela.

História de Amor foi reapresentada no Vale a Pena Ver de Novo, entre 10/12/2001 e 28/06/2002.
E ganhou uma reprise no Viva (canal de TV por assinatura pertencente à Rede Globo), entre 10/03 e 08/11/2014, às 15h30 (com reprise à 1 da manhã).

Veja também:
Felicidade
Por Amor
Laços de Família
Páginas da Vida

 




   


© Teledramaturgia - 2010.
site idealizado e mantido por
Nilson Xavier
3dGarage