MÁRIO PRATA

Mário Prata nasceu em Uberaba, Minas Gerais, em 1946. Iniciou sua carreira de escritor enquanto cursava Economia na USP. Foi lá, em 1969, que lançou seu primeiro livro, O Homem que Morreu de Rir. "São 14 contos novos por 5 contos antigos", anunciou antecipando o bom humor expresso em seus contos.

Em 1970 estreou no teatro com a ótima O Cordão Umbilical. Outros textos encenados: E se a Gente Ganhar a Guerra?, Purgatório, Fábrica de Chocolate, Bésame Mucho, Papai & Mamãe, Conversando Sobre Sexo.

Na telenovela, Mário Prata chegou com a inspirada Estúpido Cupido (Globo, 1976) - um sucesso das 7 horas nos anos 70. Tentou repetir esse êxito com suas novelas seguintes, mas sem sucesso.

Estúpido cupido
estúpido cupido
Sem lenço sem documento
sem lenço sem documento
Dinheiro vivo
dinheiro vivo
O vento do mar aberto
o vento do mar aberto
O resto é silêncio
o resto é silêncio
Música ao longe
música ao longe
Um sonho a mais
um sonho a mais
Helena
helena
O campeão
o campeão
Bang bang
bang bang


© Teledramaturgia - 2010.
site idealizado e mantido por
Nilson Xavier
3dGarage