Sinopse

Jô Penteado já ficou noiva sete vezes sem ter entregue sua paixão a nenhum dos noivos, famosa por fazer deles gato e sapato, o que lhe confere o apelido de Lucrécia Bórgia. Geniosa, mimada e sonâmbula, ela não se dá bem com a madrasta, a fútil Ester, e com a filha mais velha dela, a interesseira Gláucia, com quem vive às turras. Mas é amiga e confidente da filha caçula de Ester, a doce e romântica Lenita. O pai, o rico empresário Horácio Penteado, tenta por ordem na casa.

Jô convida um grupo de amigos para um passeio na lancha de seu pai com destino a Angra dos Reis. São eles: a irmã Lenita; o ex-namorado de Gláucia, o ator Tony Duarte, e seu amigo, Vitório; e o casal Gustavo e Tereza, amigos da família Penteado. Ao embarcar, eles descobrem que terão que dividir o barco com desconhecidos. Horácio emprestou a embarcação para uma excursão escolar promovida pelo pacato professor Fábio Coutinho, que leva com ele a noiva, a temperamental Paula, mais seis alunos, todos crianças. A lancha é conduzida por Edson, funcionário de Horácio e amigo de Fábio.

Uma pane nos motores faz com que a embarcação desvie de sua rota e acabe parando numa ilha desconhecida e distante. Dados como mortos, os viajantes passam alguns meses perdidos. Mas a convivência é difícil porque Jô e Fábio antipatizam à primeira vista. Descobertos por dois pescadores, os náufragos são resgatados. A vida de todos esses personagens acaba transformada depois desse tempo juntos. Jô descobre-se loucamente apaixonada por Fábio, apesar dele detestá-la, ainda mais quando ela começa a sabotar seu casamento com Paula.

Paula, por sua vez, passa a sentir-se atraída por Tony, que apaixonou-se por ela na ilha. Tereza descobriu-se grávida, enfurecendo a filha única, a adolescente Babi, garota problemática que não aceita a ideia de ter um irmãozinho. Vitório, garçom numa pizzaria, mente para a família Penteado se passando por conde italiano, o que desperta o interesse de Gláucia. Tudo era uma farsa arquitetada por Tony para vingar-se de Horácio, que não aceitou seu namoro com Gláucia por ele ser pobre. E Lenita e Edson se apaixonam, mas ele esconde a chave do mistério do naufrágio: forçou a pane no barco e o desvio da rota para fugir com uma quantia em dinheiro que havia tomado emprestada de um agiota.

O foco é o casal Jô e Fábio que passam a viver, feito cão e gato, um tumultuado romance que percorre toda a trama.

Globo – 18h
de 15 de abril a 19 de outubro de 1985
160 capítulos

novela de Ivani Ribeiro
colaboração de Marilu Saldanha
direção de Herval Rossano e José Carlos Pieri
direção geral de Herval Rossano

Novela anterior no horário
Livre para Voar

Novela posterior
De Quina Pra Lua

CHRISTIANE TORLONI – Jô Penteado (Joana Penteado)
NUNO LEAL MAIA – Professor Fábio Coutinho
FÁTIMA FREIRE – Paula de Sousa
ROBERTO PIRILO – Tony Duarte
MAURO MENDONÇA – Horácio Penteado
ANILZA LEONI – Ester Brandão Penteado
BIA SEIDL – Gláucia Brandão
LAERTE MORRONE – Vitório Galhardi / Conde de Parma
NINA DE PÁDUA – Ivete
CLÁUDIO CORRÊA E CASTRO – Gustavo Penaforte (Gugú)
MARILU BUENO – Tereza (Tetê)
MAYARA MAGRI – Babi (Beatriz Penaforte)
ÉLCIO ROMAR – Braguinha / Zé Mário (José Mário Braga)
JOSÉ MAYER – Edson
DEBORAH EVELYN – Lenita
LUÍS CARLOS ARUTIN – Oscar
DIRCE MIGLIACCIO – Conceição
ROGÉRIO FRÓES – Martim de Sousa
DIANA MOREL – Ofélia
EDUARDO TORNAGHI – Rafael Benavente
NORMA GERALDY – Dona Biloca
ARACY CARDOSO – Zazá
GERMANO FILHO – Vicente
KLEBER MACEDO – Televina
SÔNIA REGINA – Alice
JAYME PERIARD – Tito
MONAH DELACY – Graziela Rosenthal
MARINA MIRANDA – Nair
JUAN DANIEL – Padre Aurélio
MÁRIO POLIMENO – Giovanni
as crianças
DANTON MELLO – Cuca
KÁTIA MOURA – Adriana
OBERDAN JÚNIOR – Xande
JULIANA MARTINS – Sueli
SILVIO PERRONI – Nanato
RAFAEL ALVAREZ – Cecéu
JULIANA LUCAS MARTIN – Verinha
e
AGUINALDO ROCHA – chefe de Oscar quando ele se emprega como tocador de bumbo fantasiado de palhaço
ALBERTO PEREZ – Professor Valadão (diretor do outro colégio onde Fábio leciona, para quem Gláucia fez uma denúncia contra ele se passando por Jô)
ALFREDO MURPHY – Benjamim (um dos pescadores que rouba o dinheiro de Edson da ilha)
ANA LUIZA FOLLY – Cecília (amiga de Paula, funcionária da agência de viagens de Horácio)
ANKITO (ANCHIZES PINTO) – policial que procura por um bandido na casa onde Jô mantinha Fábio preso
ARLETE SALLES como ela mesma, convidada de Jô numa festa em sua casa em homenagem a Rafael
CARLOS DUVAL – fiscal dos garis que demite Oscar no meio da rua
CARLOS FREITAS
CÁSSIO SCAPIN – enfermeiro do hospital onde Jô fica internada após acidente
CLÁUDIA WAGNER – Irene (empregada no apartamento dos Penteado)
COSME DOS SANTOS – Toco (um dos bandidos que sequestra Oscar)
DANTON JARDIM – amigo de Jô
DAVID PINHEIRO – Zé Bento (um dos pescadores que rouba o dinheiro de Edson da ilha)
DOC COMPARATO como ele mesmo, a quem Tony pede um papel em novela quando retorna da ilha
EDUARDO MARTINI – diretor da peça que Jô quer montar tendo Rafael como ator principal
EDUARDO RIBAS
ELIANE NARDUCHI – Iara (secretária de Horácio em seu escritório)
ÊNIO SANTOS – delegado do caso do sequestro de Oscar
EVA TODOR como ela mesma, convidada de Jô numa festa em sua casa em homenagem a Rafael
FERNANDO BASTOS
FERNANDO LAJES
GERMANO VEZANI – Dr. Campos Madureira (médico de Jô quando ela bate o carro e é internada)
GONZAGA BLOTA como ele mesmo, com quem Tony conversa ao retornar da ilha e ter perdido um papel em uma novela
GRANDE OTHELO como ele mesmo, convidado de Jô numa festa em sua casa em homenagem a Rafael
HÉLIO RIBEIRO – funcionário da Marina da Glória, com quem Edson conversa, no início
HERVAL ROSSANO como ele mesmo, diretor da novela estrelada por Alice e Rafael
JAIRO GALLETA
JOANA ROCHA – Joana (empregada na casa de Ofélia)
JOÃO SIGNORELLI – Varetão (um dos bandidos que sequestra Oscar)
JOEL GRIJÓ – contínuo
JOMBA – guarda
JORGE LUIS DA SILVA – porteiro
JOSÉ CARLOS SANCHES – recepcionista do hotel onde Vitório fingia estar hospedado
JÚNIOR PRATA – Mauro (amigo de Tito que vendia as jóias que ele roubava)
LEONARDO JOSÉ – da polícia marítima, avisou Horácio que a lancha dele foi encontrada em destroços, no início
LEVY SALGADO
LÚCIA ALVES como ela mesma, com quem Tony conversa na emissora de TV quando retorna da ilha
MÁRCIO ROUBACH
MIGUEL ROSEMBERG – Professor Monteiro (diretor da escola em que Fábio leciona)
MILTON MORAES como ele mesmo, convidado de Jô numa festa em sua casa em homenagem a Rafael
NEIDE APARECIDA – enfermeira que cuida de Jô quando ela fica internada após bater o carro
NEUZA AMARAL como ela mesma, convidada de Jô numa festa em sua casa em homenagem a Rafael
NEUZA BORGES – Neuza (empregada de Tony e Paula, depois que eles e casam)
PAULO CELESTINO – ator que contracena com Rafael e Alice numa novela de TV
PAULO FIGUEIREDO como ele mesmo, com quem Tony conversa na emissora de TV quando retorna da ilha, e depois como convidado de Jô numa festa em sua casa em homenagem a Rafael
PAULO PINHEIRO – secretário da escola em que Fábio leciona
PEDRO ROCHA – Pedro (motorista de Horácio)
REGINA RESTELLI – Kátia (amiga de Zé Mário no Instituto Benjamim Constant)
REYNALDO GONZAGA – Dr. Antônio (psiquiatra de Jô)
RICARDO P. DE VOOGHT – repórter
ROGÉRIO CARDOSO – Brandão (agiota que cobra a dívida de Edson)
RÔMULO ARANTES – um dos ex-namorados de Jô
RONNIE VON – um dos ex-namorados de Jô
SIDNEY MARQUES – escravo que avisa Tobias onde Isaura está presa, no sonho de Jô em que ela é a escrava Isaura e Fábio é Tobias

– núcleo de JÔ PENTEADO (Christiane Torloni), jovem bonita, rica, mimada e sonâmbula. Não consegue encontrar seu grande amor, apesar de já ter ficado noiva sete vezes, o que lhe confere o apelido de “Lucrécia Bórgia”:
o pai HORÁCIO (Mauro Mendonça), rico empresário
a madrasta ESTER (Anilza Leoni), fútil, com quem entrava em constante atrito
as filhas de Ester: GLÁUCIA (Bia Seidl), invejosa, vivem brigando,
e LENITA (Deborah Evelyn), sua amiga e confidente
a empregada IRENE (Cláudia Wagner).

– núcleo do professor FÁBIO (Nuno Leal Maia), viúvo, compenetrado, responsável e regrado. Ele e Jô antipatizam no início, por causa dos temperamentos opostos. Mas acabam apaixonados, vivendo um romance tumultuado:
os filhos pequenos CUCA (Danton Mello) e ADRIANA (Kátia Moura)
a empregada e babá ZAZÁ (Aracy Cardoso), dedicada ao patrão e às crianças.

– núcleo de PAULA (Fátima Freire), noiva de Fábio. Temperamental, vive em conflito com Jô, principalmente quando ela disputa seu noivo. Os filhos de Fábio antipatizam com ela e preferem Jô:
os pais MARTIM (Rogério Fróes), homem calmo e paciente, e OFÉLIA (Diana Morel), megera e interesseira, sempre exige demais dos filhos e do marido
os irmãos menores SUELI (Juliana Martins) e XANDE (Oberdan Jr.), alunos do professor Fábio
a empregada JOANA (Joana Rocha).

– núcleo de VITÓRIO GALHARDI (Laerte Morrone), que se fazia passar pelo CONDE DE PARMA para impressionar Gláucia, com quem namorava. Na verdade era garçom numa cantina italiana:
o primo ZÉ MÁRIO, conhecido também como BRAGUINHA (Élcio Romar), com quem morava, funcionário no escritório de Horácio
os amigos TONY DUARTE (Roberto Pirilo), ator de televisão, o ajuda a montar a farsa do conde para a família Penteado, como uma vingança pessoal contra Horário que não permitiu seu namoro com Gláucia. Apaixona-se por Paula e acaba conquistando-a, quando a relação dela com Fábio vai por água abaixo por causa de Jô,
e RAFAEL (Eduardo Tornaghi), ator de teatro, fora noivo de Jô, divide um apartamento com Tony. Não sabe da farsa do conde e desconfia dele, por isso o investiga
a atriz ALICE (Sônia Regiona), envolve-se com Rafael
a empregada TELEVINA (Kleber Macedo), tia de Alice, trabalha no apartamento de Tony e Rafael, aficionada por televisão
seu patrão na cantina GIOVANNI (Mário Polimeno).

– núcleo de BABI (Mayara Magri), garota de personalidade forte e rebelde, mas romântica. Não se entende com os pais porque eles vivem discutindo e porque eles não aceitam seu namorado. Conhece Zé Mário confundindo-o com um cego e ele mantem a farsa, enganando-a. Compadecida com a sua suposta cegueira, começa a ler para ele, sem desconfiar que ele não era cego. Por fim, os dois acabam apaixonados:
os pais GUSTAVO, o GUGU (Cláudio Corrêa e Castro), e TEREZA, a TETÊ (Marilu Bueno), que formam um casal divertido que vive brigando feito duas crianças. Ela fica grávida e obriga o marido a saciar seus desejos gastronômicos mais esdrúxulos
a avó DONA BILOCA (Norma Geraldy), mãe de Tetê, paciente com Babi e os pais dela
a empregada NAIR (Marina Miranda)
o namorado TITO (Jayme Periard), rapaz de caráter duvidoso. Descobre-se que ele furtava pequenas coisas para revender
a mãe de Tito, GRAZIELA (Monah Delacy).

– núcleo EDSON (José Mayer), rapaz pobre e endividado. Funcionário de Horácio, toma conta de seus barcos na marina. Sabota a lancha que acaba por deixar vários personagens perdidos numa ilha. Ele pretendia fugir com uma quantia em dinheiro para pagar uma dívida. Apaixona-se por Lenita, apesar de Horário ser contra o namoro por ele ser pobre:
os tios com quem morava, CONCEIÇÃO (Dirce Migliaccio), mulher batalhadora e honesta, e OSCAR (Luiz Carlos Arutin), um vagabundo que não queria trabalhar e enganava a mulher e os filhos se fingindo de doente para vadiar na praia
os primos IVETE (Nina de Pádua), professora, apaixonada por ele, revoltada e amarga; e o garoto NANATO (Silvio Perroni), aluno do professor Fábio.

– núcleo do viúvo VICENTE (Germano Filho), vizinho de Fábio, Paula e Ivete, dono de uma banca de jornais:
os filhos pequenos CECÉU (Rafael Alvarez) e VERINHA (Juliana Lucas Martim), alunos do professor Fábio.

– O Clube dos Curumins:
CUCA (Danton Mello) e sua irmã ADRIANA (Kátia Moura)
XANDE (Oberdan Jr.) e sua irmã SUELI (Juliana Martins)
CECÉU (Rafael Alvarez) e sua irmã VERINHA (Juliana Lucas Martim)
e NANATO (Silvio Perroni).

Um sucesso da década de 1980, novela cultuada por uma legião de fãs que foram crianças na época.
Divertida história em que Ivani Ribeiro soube explorar ao máximo o tumultuado romance entre a mimada Jô Penteado e o certinho Professor Fábio (Christiane Torloni e Nuno Leal Maia), criando ganchos folhetinescos irresistíveis, e o forte apelo infantil, com os personagens crianças do Clube dos Curumins.

Remake da novela A Barba Azul, que Ivani apresentou na TV Tupi, entre 1974 e 1975, com o casal Eva Wilma e Carlos Zara nos papeis de Jô e Fábio.

Jô tinha o apelido de Lucrécia Bórgia (por ser uma megera que fez sofrer seus pretendentes), diferente do que ela recebeu na versão da Tupi, a Barba Azul, que dava nome à novela.

O título A Gata Comeu causou estranhamento quando começaram as primeiras chamadas. O que a gata comeu, afinal? A referência estava na música de Caetano Veloso gravada pelo grupo Magazine (de Kid Vinil) para a abertura: “Ela comeu meu coração, trincou, mordeu, mastigou, engoliu, comeu…”. Jô era a gata que comia o coração de seus pretendentes.
Outra interpretação pode ser a frase de apelo infantil “o gato comeu!”.

Pode soar politicamente incorreto hoje em dia, mas um dos destaques do divertido romance entre Jô e Fábio era a relação entre tapas e beijos – literalmente – do casal. Tanto que o bordão de Fábio era “bateu, levou!”, e um revidava o tapa do outro.

Fizeram sucesso também os divertidos casais vividos por Marilu Bueno e Cláudio Corrêa e Castro (Tetê e Gugu), e Dirce Migliaccio e Luís Carlos Arutim (Conceição e Oscar). Assim como o romance entre Babi e Zé Mário/Braguinha, que se passava por cego (Mayara Magri e Élcio Romar).

Inesquecível o elenco de crianças formado, entre outros, por Danton Mello (com 10 anos na época), Juliana Martins (11 anos) e Oberdan Júnior (14 anos), que seguiram carreira na TV.

Era o primeiro trabalho de Danton Mello e Juliana Martins na televisão. Também a primeira novela da atriz Deborah Evelyn (anteriormente ela havia atuado em minisséries) e do ator Jayme Periard (que já havia aparecido em novelas, mas como figurante).

Antológicas as cenas dos primeiros capítulos em que um grupo de personagens, numa excursão marítima a Angra dos Reis, vai parar numa ilha deserta quando o barco sofre uma pane e sai de sua rota. É quando Jô conhece o Professor Fábio, que estava levando um grupo de alunos para a excursão.

A atriz que foi escalada e começou a gravar como Dona Biloca era Ema D’Ávila. Porém, uma semana antes da estreia, ela faleceu. A produção da novela recorreu à Norma Geraldy, que tinha acabado de atuar em Vereda Tropical.

Os atores Grande Othelo, Eva Todor, Arlete Salles, Paulo Figueiredo, Neuza Amaral e Milton Moraes participaram em A Gata Comeu como eles mesmos, numa festa promovida por Jô Penteado.
Interessante foi a fala de Gustavo (Cláudio Corrêa e Castro) a Neuza Amaral, elogiando a novela Cabocla em que ela e o ator atuaram como marido e mulher: “Eu não vejo novelas mas eu gostei muito de Cabocla… aquele seu marido hein!”. No que Tereza (Marilu Bueno) retrucou: “É igual ao Gugu!”
Várias outras novelas e produções da Globo foram citadas nas falas da personagem Televina (Kleber Macedo), que era novelomaníaca. Constantemente ela aparecia vestindo uma camiseta da novela Um Sonho a Mais, a atração das sete horas quando A Gata Comeu estreou.

Também fizeram participações especiais em A Gata Comeu os atores Rômulo Arantes e Lúcia Alves, o cantor Ronnie Von, o roteirista Doc Comparato, o diretor Gonzaga Blota e o próprio diretor da novela, Herval Rossano.

A Gata Comeu teve o bairro da Urca, no Rio de Janeiro, como cenário para várias externas, pontos hoje reconhecidos e visitados pelos fãs da novela. Os prédios que serviram de fachada para as residências da família Penteado (um edifício de classe média alta) e do Professor Fábio (um prédio mais simples); as casas conjugadas onde moravam a família de Paula (Fátima Freire), de um lado, e a família de Ivete (Nina de Pádua), do outro; o prédio que foi fachada para a escola em que Fábio lecionava; a pracinha para crianças onde ficava a banca de Seu Vicente (Germano Filho); a ponte de onde Fábio jogou Jô ao mar; e a igreja em que Jô tentou impedir o casamento de Fábio e Paula.

Assim que chegou às lojas de discos, a trilha internacional da novela teve que ser recolhida pois não houve a autorização da gravadora da cantora Madonna para que a sua música “Crazy For You” estivesse no LP/cassete. Uma segunda versão da trilha foi lançada comercialmente, com a música “Smooth Operator”, interpretada por Sade, em substituição.
Sobre este fato, comentam Guilherme Bryan e Vincent Villari no livro “Teletema, a História da Música Popular através da Teledramaturgia Brasileira”:
“(…) ‘Crazy For You’ gravado por Madonna para a trilha do filme ‘Em Busca da Vitória’. Os representantes nacionais da Warner Music liberaram a faixa para inclusão no álbum e ela começou a tocar para Alice (Sônia Regina). Porém, os representantes internacionais da mesma gravadora, tardiamente consultados, proibiram a inclusão da música no disco e na novela. Com isso, Alice ficou sem tema e os LPs distribuídos foram retirados das prateleiras (o que leva os colecionadores, até hoje, a disputarem a tapas as poucas cópias com ‘Crazy For You’). Em substituição, optou-se por um fonograma do catálogo da Sony Music, à qual pertencia o selo Opus Columbia, para evitar eventuais problemas na liberação e, assim, devolver rapidamente o disco às lojas. O tapa-buraco foi ‘Smooth Operator’, da cantora nigeriana de soul e jazz Sade Adu.”

Christiane Torloni chamou atenção com seu corte de cabelo poodle (encrespado) assimétrico.
E o corte de Mayara Magri – curto, repicado, com rabicho – fez sucesso entre as jovens – ficou conhecido como “rabicho da Babi”, sua personagem.

João Signorelli – que viveu Tito em A Barba Azul, o namorado malandro de Babi – foi o único ator da versão original da novela a estar no elenco de A Gata Comeu: ele fez uma participação como um dos bandidos que sequestrou Oscar (Luís Carlos Arutin).

A Gata Comeu foi a primeira novela reprisada mais de uma vez no Vale a Pena Ver de Novo: entre 27/02 e 28/07/1989, e entre 23/07 e 07/12/2001.
Também reprisada no Viva (canal de assinatura da Rede Globo) a partir de 24/10/2016.

Trilha Sonora Nacional

comeut1
01. SÓ PRA O VENTO – Ritchie (tema de Jô)
02. CHORO – Fábio Jr. (tema de Edson)
03. AMIGO DO SOL, AMIGO DA LUA – Benito Di Paula (tema de Fábio e seus alunos)
04. SEU NOME – Biafra (tema de Paula)
05. CANÇÃO DE BÚZIOS – Sandra Sá (tema de Ivete)
06. DOCE PECADO – Santa Cruz (tema de Jô)
07. COMEU – Magazine (tema de abertura)
08. EU QUERIA TER UMA BOMBA – Barão Vermelho (tema de Rafael)
09. SONHO BLUE – Liliane (tema de Jô)
10. TIPO ONE WAY – Ciclone (tema de Babi e Tito)
11. SOLIDÃO VAI – Hyldon (tema de Martinho)
12. FORA DE PRUMO – Sérgio Sá (tema de Zé Mário)
13. MANIA – Lápis de Cor (tema de Babi)
14. DAMA E VAGABUNDO – Danilo (tema de Lenita e Edson)

Trilha Sonora Internacional

comeut2
01. I SHOULD´VE KNOWN BETTER – Jim Diamond (tema de Lenita e Edson)
02. THE HEAT IS ON – Glenn Frey (tema de Tito e Babi)
03. CRAZY FOR YOU – Madonna (tema de Alice) *
03. SMOOTH OPERATOR – Sade *
04. EVERYTHING I NEED – Men at Work (tema de Fábio)
05. HEAVEN – Bryan Adams (tema de Babi e Zé Mário)
06. DILLO TU – Fred Bongusto (tema de Vitório e Ivete)
07. BRASILEIRO TRAIN – Naima & Papagayo (tema de Oscar)
08. I WAS BORN TO LOVE YOU – Freddie Mercury (tema de Tony)
09. EVERYTIME YOU GO AWAY – Paul Young (tema de Paula)
10. JUST ANOTHER NIGHT – Mick Jagger (tema de Jô)
11. FOREVER BY YOUR SIDE – Manhattans (tema de Jô e Fábio)
12. WE CAN CHANGE THE WORLD – Tremendo (tema das crianças)
13. LOVELY LOVE – Terry Winter e Silvia Massari (tema de Vicente e Zazá)
14. CARIBE – W. White (tema de Gláucia)

* A trilha sonora internacional foi lançada com duas versões:
a primeira trazia a música “Crazy For You” com Madonna,
e a segunda, em substituição, trazia “Smooth Operator” com a cantora Sade.

comeucd1

comeucd2

Sonoplastia: Sérgio Seixas
Efeitos sonoros: Marco Caetano
Trilha incidental: Aluísio Didier, Sérgio Saraceni e Roger Henri
Direção de áudio: Márcio Antonucci
Produção musical: Guto Graça Mello e Geraldo Vespar
Supervisão musical: Waltel Blanco
Supervisão de repertório: Francisco Santos Jr.
Trilha sonora nacional: Francisco Santos Júnior
Trilha sonora internacional: Sidnei Oliveira

Tema de Abertura: COMEU – Magazine

Ela comeu meu coração
Trincou, mordeu, mastigou, engoliu, comeu
Comeu!

Ela comeu meu coração
Mascou, moeu, triturou, deglutiu, comeu
Comeu!

Ela comeu meu coração de galinha no xinxim
Ai de mim!
Ela comeu meu coração de leão naquele sonho medonho
E ainda me disse que é assim que se faz
Um grande poeta…

Uma loura tem que comer seu coração, não!
Eu só quero ser o campeão da canção
Um ídolo, um pateta, um mito na multidão.

Mas ela não entendeu minha intenção
Tragou, sorveu, degustou, ingeriu…
Comeu!

Veja também

  • finalfeliz_logo

Final Feliz

  • amorcomamorsepaga_logo

Amor com Amor se Paga

  • hipertensao_logo

Hipertensão

  • sexodosanjos_logo

O Sexo dos Anjos

  • barbaazul_logo2

A Barba Azul